Por PET VET - NOVO Em Releases Atualizada em 05 NOV 2019 - 16H23

Na PET VET 2019, Pavilhão ABIMO fecha R$ 225 mil em contratos e gera excelente expectativa de novos negócios para os próximos 12 meses

A primeira montagem do Pavilhão ABIMO na PET VET, evento reconhecido como o maior de medicina veterinária da América Latina e que acontece dentro da PET South America, foi um sucesso. Entre 21 e 23 de agosto, as cinco marcas que compuseram o espaço fizeram 596 contatos com potenciais compradores, fecharam R$ 225.100 em pedidos e geraram uma expectativa de R$ 836.800 novos negócios para os próximos 12 meses.

“Os excelentes resultados do Pavilhão ABIMO refletem tanto o despertar da indústria de saúde humana nacional para esse segmento que está em plena expansão quanto o interesse de médicos veterinários, hospitais e clínicas em adquirir os produtos de altíssima qualidade e valor agregado desenvolvidos pelas fabricantes brasileiras”, comentou Rejane Dias, gerente de Marketing da ABIMO, sobre o sucesso do pavilhão.

Expondo pela primeira vez seus instrumentais cirúrgicos no evento, a Deltronix investiu em uma linha exclusiva para atender ao segmento veterinário. “Trouxemos toda a qualidade dos produtos para a saúde humana, que exigem padrões e certificações, para o mercado pet”, mencionou o representante Marcelo Clemente enfatizando que a precisão dos cortes feitos com os bisturis da Deltronix garante um melhor pós-operatório para o animal, com uma recuperação muito mais rápida e menos custo.

Para Clemente, em breve o mercado veterinário também terá toda essa exigência por qualidade e será melhor regulamentado. “Eu acredito que, nos próximos anos, o setor veterinário também terá uma série de certificações. Então vejo que essa aquisição de equipamentos padronizados e certificados é o futuro deste mercado e quem não se preparar para isso ficará para trás”, pontuou.

“Não acreditávamos que seria esse sucesso”, disse Luciene Aguiar, gerente de contas da Labtest. Para ela, que também participou pela primeira vez do evento, a surpresa foi muito positiva. A marca recebeu diversos potenciais compradores em seu estande – muitos desses contatos foram, inclusive, feitos durante a Rodada de Negócios promovida pela NürnbergMesse Brasil, organizadora da feira, em parceria com a ABIMO.

O interesse da empresa em se dedicar ao mercado pet surgiu pela percepção de um boom no segmento nos últimos dois anos. Hoje a fabricante conta com um time dedicado à fabricação de soluções para o ramo veterinário.

“Recebíamos, dentro da empresa, solicitações de compra de reagentes e máquinas para este setor e entendemos que estávamos ficando para trás”, pontuou ao reforçar que o papel dos distribuidores nessa ampliação de escopo da marca foi fundamental pois são esses profissionais que trazem, para dentro da empresa, as informações sobre as demandas dos mercados regionais. A Labtest foi a primeira empresa brasileira a desenvolver e produzir testes de diagnóstico in vitro validados para amostras veterinárias.

O time da Olsen também se surpreendeu positivamente com o evento. Elisa Freitas Olsen, vice-presidente da empresa, comentou que a marca fechou negócios já no primeiro dia da feira. “Planejávamos há bastante tempo entrar no mercado veterinário e quando a ABIMO fortaleceu esse setor ganhamos motivação para apresentar a proposta para a diretoria e mostrar que valia a pena”, disse enfatizando que a marca pretende expandir o portfólio dedicado ao setor pet.

Hoje a Olsen conta com uma linha totalmente adaptada às necessidades do público veterinário e oferece, por exemplo, soluções silenciosas e muito mais leves. “Hoje temos uma estrutura e conseguimos importar a tecnologia da área humana para a área pet. Conseguimos pegar soluções desenvolvidas para a saúde do homem e fabricar uma nova solução para o médico veterinário tratar seus pacientes”, comentou.

Tendo visitado a PET VET em 2018 apenas para se aproximar do mercado pet, a Dorja se preparou e lançou, especialmente para a edição 2019 do evento, uma linha dedicada à vertical veterinária. Denominada Medicate, essa linha oferta aspiradores, inaladores e nebulizadores. “Nós já tínhamos produtos para a saúde humana que foram aprimorados para atender às principais necessidades do médico veterinário”, disse Marcela Dagir, gerente de marketing.

Sobre a qualidade dos produtos criados para a saúde humana chegando ao mercado pet, Marcela enfatiza a segurança do médico que manuseia esses equipamentos. “O produto atenderá uma necessidade do animal, mas quem o utiliza é um ser humano. Assim, nossos aspiradores, por exemplo, têm todas as certificações para o uso humano e recebeu melhorias para atender também às necessidades deste mercado”, esclareceu ela que encerra a feira muito motivada por ter ratificado suas percepções de que os animais de estimação estão ganhando cada vez mais importância dentro da sociedade, fazendo com que esse mercado se desenvolva focado em qualidade.

Segmentação inteligente – Há três anos a PET South America criou uma segmentação dentro da feira para reunir, em um mesmo espaço, serviços e produtos focados no setor veterinário: a PET VET. Foi nesse espaço que a ABIMO montou o seu pavilhão com empresas fabricantes de artigos e equipamentos para a saúde.

Para Marcelo Clemente, da Deltronix, essa divisão funcionou como um ótimo filtro do público. “Quem chegou até o nosso pavilhão realmente tinha interesse em nossos produtos. A movimentação ficou menor do que a percebida na PET South America, mas foi ótimo pois não viemos até a feira pela concentração de pessoas, mas pela concentração de negócios”, declarou.

Para Elisa Freitas Olsen, a segmentação permitiu que os times de vendas dedicassem sua atenção realmente a potenciais compradores. “Quando há muita movimentação de público não especializado, perdemos nosso foco e aplicamos nossa energia em momentos que não serão convertidos em contratos”, disse ao enfatizar, também, que a PET VET garantiu ainda mais visibilidade aos expositores por ter um tamanho reduzido no comparativo com outras grandes feiras do setor. “Em feiras muito amplas, às vezes o cliente nem consegue encontrar o nosso estande. Aqui em 15 minutos ele pode circular todo o pavilhão, passando em todas as empresas”, finalizou.

Carla Maria Pimentel, da MedCir, também observou a qualidade do público que chegou até o estande da marca dentro do Pavilhão ABIMO. “Notamos muita gente interessada em consultar os produtos expostos. Fizemos, inclusive, boas vendas durante o evento”, disse enfatizando que a movimentação é maior no período da tarde, resultado de profissionais que optam por manter seus atendimentos pela manhã dedicando as tardes para visitar tanto a PET VET quanto a PET South America, visto que essa última tem um horário de abertura diferenciado e a visitação tinha início apenas após as 13h.

Já a Dorja conseguiu um alinhamento interessante entre a PET VET e a PET South America. Recém lançada, a linha Medicate também estava à venda em três estandes de lojistas instalados na PET South America. Assim, os profissionais que visitavam a Dorja e se interessavam por seu portfólio podiam adquirir os produtos no mesmo momento acessando o outro lado do pavilhão. “No segundo dia da feira um desses lojistas já tinha pedido reposição dos nossos produtos duas vezes”, comentou Marcela Dagir.

Além do pavilhão com associadas expondo seus produtos e soluções, a ABIMO realizou diversas outras ações ao longo dos três dias de evento.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Receba as últimas novidades do evento e do setor

Aliança Estratégica
Canal de Conteúdo Oficial
Parceria de Conteúdo
Eventos Paralelos
Organização e Promoção

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por PET VET - NOVO, em Releases

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.